Palmeira

[Palmeira%20dos%20Índios][bsummary]

Viagens

[Viagems][bleft]

Vídeos

[Vídeos][twocolumns]

Curiosidades

[Curiosidades][bsummary]

"Pelo amor de Deus, parem de ajudar a África!" , afirma economista do Quênia

Especialista explica que a ajuda internacional alimenta a corrupção e impede que a economia se desenvolva, o que destrói a produção agrícola e causa desemprego, mais miséria e mais dependência.

Der Spiegel: Senhor Shikwati, a cupa do G8 em Gleneagles deveria aumentar a ajuda ao desenvolvimento da África [...].
James Shikwati: Pelo amor de Deus, parem com isso!
DS: Parar? Os países industrializados do Ocidente querem eliminar a fome e a pobreza.
Shikwati: Essas intenções estão prejudicando nosso continente nos últimos 40 anos. Se os países industrializados realmente querem ajudar os africanos, deveriam finalmente cancelar essa terrível ajudar. Os países que receberam mais ajuda ao desemvouvimento também são os que estão em pior situação. Apesar dos bilhões que foram despejados na África, o continente continua pobre.
DS: O senhor tem uma explicação para esse paradoxo?
Shikwati: Burocracias enormes são financiadas (com dinheiro de ajuda), a corrupção e a camplacência são promovidas, os africanos aprendam a ser mendigos, e não independentes. Além disso, a ajuda ao desenvolvimento enfraquece os mercados locais em toda parte e mina o espírito empreendedor de que tanto precisamos.
DS: Mesmo em um país como o Quênia, pessoas morrem de fome todos os anos. Alguém precisa ajudá-las.
Shikwati: Mas são os próprios Quenianos que deveriam ajudá-los, Quando a uma seca em uma  região do Quênia, nossos políticos corruptos vão logo pedindo ajuda a outros países, e em pouco tempo milhares de toneladas de milho por exemplo são enviadas para a África[...].
DS: Milho que vem da agricultura predominante dos europeus e americanos[...].
Shikwati: E em algum momento esse milho chega nas mãos do povo? Não pois aô chegarem no porto vão diretamente para as mãos dos políticos que o vendem no mercado nogro com presos extremamente baixos. [...].

Fontes:
http:// noticias. uol.com.br

Nenhum comentário:

Vídeos da Web